A ética islâmica nas transações comerciais e financeiras

A ética islâmica nas transações comerciais e financeiras

O Islam insiste sobre a ética e o modo que devem ser adotados pelos comerciantes e financistas, assim como insiste sobre o lícito e ilícito nestas atividades, estes são alguns princípios:

A honestidade e responsabilidade:

A honestidade nas transações comerciais, realizadas com muçulmanos ou não muçulmanos, é um dos comportamentos mais importantes do muçulmano fiel a sua religião. Estes são alguns textos que prescrevem a honestidade:

  • Allah, o Altíssimo, disse: “Allah ordena que restituais a seus donos o que vos foi confiado” (Alcorão, Nissa, 3: 58).
  • O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) menciona a desonestidade e a enganação entre os sinais do hipócrita, disse: “Os sinais dos hipócritas são três: quando fala, mente; quando promete, não cumpre e quando lhe confiam algo, trai” (Bukhari, 33 e Muslim, 59).
  • A honestidade e responsabilidade são duas das características dos crentes. Allah, o Altíssimo, disse: “Por certo que os crentes triunfarão… que devolvam todos os depósitos que lhes confiam e que respeitem todos os acordos que celebram” (Alcorão, Mu’minun, 23: 1 e 8). O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) negou que fosse um crente aquele que atraiçoasse a confiança que depositam nele, disse: “Não crê aquele que não é honesto” (Ahmad, 12567).
  • O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) era conhecido e chamado, antes da revelação em Meca, “o sincero” e “o honesto”; pois era conhecido entre os árabes por sua honestidade em suas relações e tratos.

A sinceridade:

A sinceridade e a clareza são atitudes que o islam recomenda:

  • O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) disse, sobre o vendedor e o comprador: “Se são sinceros e claros, sua transação será bendita, mas se mentem e ocultam algo, perderão a bênção” (Bukhari, 1973 e Muslim, 1532).
  • O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) disse: “Procurai ser sinceros, porque a sinceridade leva ao bem e o bem leva ao Paraíso; o homem que é sincero e procura sê-lo sempre será considerado ante Allah como sincero e veraz” (Muslim, 2607).
  • A pessoa que jura em falso sobre a excelência de sua mercadoria, para vendê-la, comete um pecado gravíssimo. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) disse: “Allah não falará com três pessoas no Dia do Juízo, nem olhará para elas, nem as purificará e elas serão duramente castigadas: o que vende sua mercadoria jurando falsamente…” (Muslim, 106).

A perfeição e a excelência no trabalho:

Todo fabricante e trabalhador muçulmano há de fazer sua tarefa da melhor maneira possível e este deve ser seu princípio e metodologia.

  • Allah ama a perfeição em tudo e ordenou fazer tudo na vida com excelência, ainda que sejam em trabalhos que pensamos ser impossível esta perfeição, como, por exemplo, no sacrifício de animais para consumo. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) disse: “Certamente Allah prescreveu a excelência em todos os assuntos; assim, quando mateis, façais-o bem e se sacrificais, façais-o bem. Afiai bem vossas facas e não façais com que o animal a ser sacrificado sofra” (Muslim, 1955).
  • O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) assistiu a um funeral e, enquanto ensinava a seus companheiros com cavar a sepultura e sepultar corretamente o falecido, disse: “Estas coisas não beneficiam e nem prejudicam o falecido, mas Allah ama que quando alguém faça algo, faça-o bem” (Baihaqi, 5315). E em outro relato disse: “Allah ama que quando alguém faça um trabalho o aperfeiçoe” (Abu Já’la, 4386, fontes da fé, 5312. Para mais, ver pág.220).