A concentração na salah (khushu’)

A concentração na salah (khushu’)

O mais próximo de seu Senhor que o servo pode estar é na sujud. .

A concentração na salah é essencial e seu significado é estar de coração presente, frente à Allah, com humildade e submissão, consciente do versículo que está recitando e das súplicas e fórmulas que pronuncia.

Esta é uma das melhores formas de adoração e dos mais apreciados atos de obediência. Por isto, Allah, o Altíssimo, disse em Seu Livro que esta forma parte das qualidades que possuem os crentes: “Por certo que triunfarão os crentes que observam suas orações com submissão” (Mu’minun, 23: 1-2)

Quem experimenta a entrega na salah desfruta o sabor da adoração e da fé. Sobre isso, o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) disse: “A maior felicidade a encontro na salah” (An Nasai, 394).

Os meios que ajudam a alcançar a concentração na salah:

Existem diversas formas que nos ajudam a concentrarmos na salah. Entre elas:

  1. A disposição e preparação para realizar a salah:

Isto é alcançado chegando mais cedo à mesquita, no caso dos homens e realizando as orações voluntárias antes das obrigatórias, assim como vestir roupas adequadas e dirigir-se à mesquita com tranquilidade.

  1. Afastar-se das distrações e do que possa atrapalhar:

Não se pode fazer a salah se depararmos com algo que nos distraia, como uma foto/desenho, entretenimentos, música ou ruídos. Também não é possível concentrar-se na salah sentindo necessidade de ir ao banheiro ou quando se está com fome; a mente de quem vai realizar a salah deve estar livre de todas estas coisas, porque isso tudo o distrai da comunicação e diálogo com seu Senhor.

  1. A serenidade nos atos da salah:

O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) realizava seu ruku e sujud serenamente, ordenando a quem não o realizasse desta forma que serenasse durante os atos da salah, proibindo que fosse feito apressadamente, chegando a comparar com a rapidez de uma galinha comendo.

O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) disse: “A pior pessoa que rouba é aquela que rouba em sua oração”, então, perguntaram: “Ó Mensageiro de Allah! Como se pode roubar em oração?” e ele respondeu: “Não completar bem o ruku ou sujud” (Ahmad, 22634).

Quem não tem calma em sua salah não pode estar concentrado, porque com a pressa a concentração vai embora.

  1. Preparar-se para se apresentar ante Allah:

Recordar a grandiosidade do Criador e Sua magnificência e a debilidade do ser humano e sua insignificância ante Ele. Apresentar-se ante seu Senhor, invocando-O e suplicando a Ele com concentração, entrega e humildade, recordando a recompensa que Allah prometeu na outra vida aos crentes e o castigo que Allah prometeu aos incrédulos, no momento em que couber se apresentar ante Allah, no Dia do Juízo Final.

Se o crente se prepara desta forma para sua oração, então, é como aqueles a quem Allah tem descrito em Seu Livro, os que têm consciência que estão sempre frente ao seu Senhor. O Alcorão diz: “Encomenda-os a paciência e a oração. por certo que a prática da oração é difícil, exceto para os piedosos; aqueles que têm certeza do encontro com seu Senhor e da apresentação ante Ele” (Alcorão, Baqara, 2: 45,46).

Que a pessoa que reza recorde que Allah, glorificado seja, escuta, concede e responde e isto segundo o grau de concentração que tenha.

  1. Ponderar sobre os versículos que se recitam e as demais súplicas na salah:

O Alcorão foi revelado para pensar e refletir: “Este é um Livro bendito que te revelamos para que meditem sobre seus preceitos e reconsiderem os dotados de intelecto” (Alcorão, Sad, 38: 29). A meditação não pode se dar a menos que a pessoa esteja atenta e concentrada, buscando compreender os profundos significados; então, as palavras do Alcorão provocarão lágrimas e sentimentos, tal como a quem Allah descreveu: “Aqueles que quando lhes é exortada a reflexão sobre os versículos de seu Senhor não se fazem como surdos ou cegos” (Alcorão, Furqan, 25: 73).