A crença no senhorio de Allah (Os seis pilares da fé)

Significado da crença no senhorio de Allah:

É reconhecer e afirmar completamente que Allah é o Soberano de tudo, Criador, Mantenedor, Quem dá a vida e Quem a tira, Quem beneficia e Quem danifica, tudo está sob Seu controle, em Suas mãos está a bondade e Ele é o Todo-Poderoso, não tem sócios em Suas funções.

Allah é o único em Seus atos, por isso mesmo devemos crer:

Que Allah é o único Criador de todo o universo, não há outro criador, assim como é dito no versículo: “Allah é o Criador de todas as coisas e Ele é Aquele que ampara” (Alcorão, Zumar, 39: 62) Por outro lado, quando o ser humano cria algo, na realidade está transformando, ou seja, fazendo-o transpor de um estágio a outro ou reunindo e montando seus elementos; mas tudo isso não é uma criação real, já que não implica em fazer existir algo que não existia e nem dar a vida ao que estava morto.

Allah é o Mantenedor de todas as criaturas e não há outro igual. Disse Allah: “Não existe criatura na Terra que não seja Allah Quem a sustenta” (Alcorão, Hud, 11: 6).

Allah é o Soberano de tudo, não há soberano verdadeiro exceto Ele. Disse o Altíssimo: “A Allah pertencem o reino dos céus e da terra e tudo que existe entre eles; e Ele tem poder sobre todas as coisas” (Alcorão, Ma’idah, 5: 120).

Ele tem o controle de tudo, não há ninguém que tenha o controle absoluto e completo exceto Allah. Allah disse: “Ele é Quem decreta todos os assuntos dos céus e da Terra” (Alcorão, Sajdah, 32: 5). Por outro lado, o controle que o ser humano possui em seus assuntos, sua vida, sua forma de organiza-la está limitado ao que possui e pode realizar, este controle pode ter resultados ou fracassar; mas o controle do Criador, louvado seja, não se abala por influências externas, Ele ordena e nada, nem ninguém pode impedir, tal como disse Allah, o Altíssimo: “Acaso não Lhe pertence a criação e Ele é Quem dita as ordens segundo Seu desejo?” (Alcorão, ‘Araaf, 7: 54)

Os árabes politeístas da época do Mensageiro criam que Allah era o Senhor Absoluto:

Os incrédulos da época do Mensageiro, reconheciam que Allah é o Criador, Soberano, Aquele que possui o controle, mas isso não os fazia muçulmanos. Disse Allah: “Se perguntais (aos idólatras): Quem criou os céus e a Terra? Responderão: Allah!” (Alcorão, Luqmaan, 31:25).

A conclusão é que, caso reconheça que Allah é o Senhor do universo, ou seja, seu Criador, Soberano e quem o sustenta, então, deve-se adorar somente a Ele, sem nenhum parceiro.

Como é possível que o ser humano reconheça que Allah é o Criador de tudo e que possui o controle do universo, Quem dá a vida e a morte e depois entrega sua adoração a outro? Esse é o pior tipo de transgressão e o maior de todos os pecados, por isso Luqmaan disse a seu filho, aconselhando-o: “Ó filho! Não atribuas parceiros (na adoração) a Allah, pois a idolatria é uma injustiça enorme” (Alcorão, Luqmaan, 31: 13).

Quando o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) foi consultado sobre qual seria o pior pecado para Allah disse: “Que associes a Allah, sendo que Ele te criastes” (Bukhari, 4207 e Muslim, 86).

 A crença na divindade de Allah traz paz ao coração .

A crença em que o senhorio de Allah traz paz ao coração

O servo reconhece, com toda certeza, que nenhuma criatura pode escapar ao que Allah decretou, porque Allah é Soberano e faz o que deseja, seguindo Sua disposição e sabedoria; que Ele é o Criador de tudo e tudo, com exceção d’Ele próprio, têm necessidades e, por isso mesmo, precisam de seu Criador; que tudo está nas mãos de Allah, não há criador, exceto Ele, nem provedor, exceto Ele e ninguém tem o controle do universo exceto Ele, não se move ou se detém um átomo, senão com Sua permissão. Tudo isso produz, no coração do ser humano, a dependência a Allah e só se pede qualquer necessidade a Allah, só se apoia n’Ele em quaisquer situações da vida, com paciência diante das mudanças da vida, mas com toda a tranquilidade, firmeza e persistência. Porque se foram seguidos os meios para poder chegar ao que se deseja na vida e se foi pedido a Allah, esperando, sinceramente, que houvesse ajuda para conseguir o desejado, então, seu espírito se serena e não se sente necessidade do que os demais possuem, pois se sabe que todas as coisas estão nas mãos de Allah; Ele cria, elege e faz o que quer.