O Islam das crianças

Todos os seres humanos nascem em um estado de pureza e submissão a Allah que são naturais, sendo que a crença na religião chega através da educação que os pais proporcionam. O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) disse: “Toda criança nasce num estado de submissão a Allah que é natural e são seus pais que os fazem judeu, cristão ou zoroastrista” (Bukhari, 1292 e Muslim, 2658).

Às crianças não muçulmanas e àqueles que morreram sem conhecer o Islam é Allah Quem julgará na próxima vida. Ele é Quem conhece o secreto, o oculto e Ele jamais é injusto com ninguém. Por isso, os provará na próxima vida e quem for aprovado entrará no Paraíso e quem não for, entrará no Fogo.

Foi perguntado ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) sobre as crianças dos não muçulmanos e ele respondeu: “Allah sabe o que haveriam de fazer quando crescessem, desde que os criou” (Bukhari, 1317).

Quando podemos considerar as crianças dos não muçulmanos como muçulmanos, neste mundo?

Há várias situações que confirmam que uma criança, filho de não muçulmano, é um muçulmano:

  1. Quando seus pais entram no Islam, pois a criança segue a religião de seus pais.
  2. Quando uma criança com capacidade de discernimento entra no Islam por sua vontade, ainda que os pais não entrem. Um dia, o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) foi visitar um jovem judeu que era seu empregado, pois estava doente. O Mensageiro de Allah se sentou perto de sua cabeça e disse: “entra no Islam”. O menino olhou para seu pai que estava com eles e este disse: “obedece a Muhammad” e o menino entrou no Islam. Quando o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam com ele) saiu daquela casa disse: “Louvado seja Allah que o salvou do Fogo” (Bukhari, 1290).
  • Seus pais ou um deles entraram no Islam?
    • Sim => Considera-se um muçulmano e é tratado como tal.
    • Não => entrou no Islam por si mesmo, independente do que seus pais pensam?
      • Sim => Considera-se muçulmano caso consiga discernir e ser consciente do que faz, e merecerá o Paraíso, de acordo com o consenso dos sábios muçulmanos.
      • Não => As crianças, filhas de não muçulmanos, são considerados como seus pais, nesta vida. E a Allah cabe o julgamento na outra vida. Ele é Quem sabe o secreto e oculto e Ele jamais é injusto com quem quer que seja. Allah os provará na outra vida e àqueles que superem a prova, entrarão no Paraíso; àqueles que não, entrarão no Inferno.